terça-feira, 30 de agosto de 2011

Não, ninguém acendeu a lareira, são as chamas do Inferno

Ok. Fui um bocadinho cruel no retrato anterior. Não se deve ser malicioso nem ter animosidade em relação aos que pensam diferente de nós. É pecado. Há todo um círculo no Inferno para gente assim. Acho que, nesta madrugada insone, me deixei contaminar demais pelo estilo Portocarrero — mas sem os Altos contactos dele. 

Sem comentários: