sexta-feira, 16 de maio de 2014

Má-língua

Os que se preocuparam com os ajustes directos de Fernando Tordo já foram ver o caderno de encargos de Kátia Guerreiro?

2 comentários:

Anónimo disse...

Boa tarde, talvez a diferença entre um e outro artista seja o facto de um ser comunista, daqueles que dizem sempre mal e estão sempre do contra, especialmente se lhe tiram a mama, e a outra não ser comunista, nem andar sempre a dizer mal do país e dos portugueses rebaixando a nação lá fora.

Rui Ângelo Araújo disse...

Pungente a sua sinceridade, caro anónimo (uma praga, esta cobardia dos anónimos). Portanto, os artistas que não sejam comunistas, que calam as críticas ou louvam a pátria já podem "mamar". É isso? Fantástico raciocínio, se pudermos designar deste modo essa sua geleia intelectual.