segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Mais uma caneca de Zuckerberg, por favor

Sei de escritores que abandonaram o Facebook para se tentarem libertar da ânsia de esperar um retorno imediato quando escrevem qualquer coisa. Os ‘likes’, os comentários e as polémicas viciam, é sabido, e a escrita de fôlego é prejudicada quando o escriba ao fim de três esforçados parágrafos se descobre à espera de reacções. Se as não tem porque, por uma vez, deixou o texto offline, fica como as focas no parque de diversões quando no final das piruetas não recebem o peixe de recompensa: frustrado e ressentido, quezilento, não colaborativo. E se, para ultrapassar a crise, opta pelo quesefodismo e publica a prosa, perde as horas seguintes a monitorizar a performance do textículo na net e lá se vai qualquer ambição de desenvolver a ideia, de a fazer chegar a ensaio, novela ou romance.

Mas se o escriba consegue manter-se abstémio, afastando com bravura a caneca espumosa de Zuckerberg, corre outro tipo de risco, particularmente se tiver enveredado por uma prosa realmente longa. Pode bem chegar ao fim das suas seiscentas páginas e ao sair da toca descobrir que, embora o mundo tenha sobrevivido ao holocausto nuclear e às alterações climáticas, não sobrou ninguém com o mínimo interesse para ler o que lhe demorou todos aqueles meses a escrever.

As piores notícias para o escriba não vêm, em suma, das chancelarias diplomáticas nem do IPCC, mas dos relatórios da APEL, se ela produzir alguns que de facto reflictam o mundo actual.

1 comentário:

Janita disse...

Pois eu cá que não escrevo mais do que conversas de chacha, coisa que não interessa a ninguém, deixei o Face há largos anos. E nem falta me faz. A não ser - e aqui vou ter de sussurrar - porque se lá andasse, talvez soubesse que Zuckerberg não é uma marca de cerveja, como inocentemente, este texto me levou a pensar.
Pelo sim, pelo não, fui ao Mr. Google e pimba, toma lá que já ficas mais sabedora das coisas.
Então o rapazinho, o multimilionário Mark Zuckerberg, anda com ideias de dar uma remoçada no livro das caras? Jesus...o que vai ser dos dependentes dos likes?
Desculpe lá este arrazoado de quem fez dos (bons) escritos da blogo, o seu serão preferido...:)