domingo, 16 de fevereiro de 2014

Zuckerberg: vê lá se cresces, pá!

Como por infortúnio (ou melhor dizendo, por ausência de fortuna) não posso comprar a revista LER, amiguei-me com ela no Facebook. Contudo, o Facebook não deve gostar deste tipo de promiscuidade, porque não me tem dado qualquer notícia de actualizações da página. Dá-me notícias de actualizações patetas (sim, também as há no rol dos meus 275 "amigos") e dá-me sugestões de imbecilidades que não lhe pedi. Mas não me informa de novidades da LER. De início julgava que era porque a revista não publicava nada, e creio que assim foi durante algum tempo. Mas agora, por um acaso, descobri que o blogue da LER tem estado mais activo do que me lembrava e que a página do Facebook tem espelhado essa actividade.

Caro Zuckerberg: bem sabemos que o bom uso que alguns fazem da tua invenção é algo que não estava na tua cabeça e te deixa contrariado, mas é um golpe baixo favorecer os patetas só porque simpatizas mais com eles. Vê lá se cresces, pá, isto não é a universidade! Já não és um caloiro! Ou um dux!

Sem comentários: