terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Caixa de Pandora

Há uma certa ironia no facto de a Quetzal, que publicou em 2010 o livro Mudar, o mein kampf de Passos Coelho, ser a mesma editora que lançou no final do ano passado Austeridade – A história de uma ideia perigosa. Se pudéssemos ver nisto um ciclo, a abertura e o fecho de um ciclo… 

1 comentário:

Cristóvão disse...

E também publicou o Compromissos para o Futuro, do Tozé Seguro, cuja para, para além de apresentar um Mr. Evil, é a cópia chapada do mudar.